quarta-feira, 13 de junho de 2012

A pulga friorenta


Duas pulgas (ou melhor, pulgos, porque eles eram muito machos, sabe daqueles que pega mina com infecção na vagina e chupa até o pus que fica no cantinho?) conversavam:


- Essa noite quase morri de frio, cara! - diz o primeiro.


- Você dormiu aonde? - perguntou o amigo.


- Dormi no bigode de um motoqueiro!


- Você é doido, cara? Os motoqueiros vivem zanzando por aí e quem sofre é você que fica com o vento batendo na cara!


- Pois é! Nem me fala...


- Quer um lugar legal pra você dormir? Procura uma mulher de saia, sobe na perna dela e vai reto toda vida! Você vai chegar numa floresta quentinha, aí é só se esconder e dormir, sossegado!


Empolgadíssimo, o pulgo logo encontrou uma mulher de saia e seguiu as recomendações do amigo.


Uma semana depois eles se reencontram:


- E aí, cara? Fez o que eu te falei?


- Você tava me sacaneando, né, seu porra?  - esbravejou o pulgo friorento, partindo pra cima do amigo.


- Calma, cara! O que aconteceu? Não achou a floresta quentinha?


- Achar eu achei! Mas eu tava dormindo sossegado e começou uma confusão danada! Fui tão chacoalhado que fiquei tonto e, quando dei por mim, tava de novo no bigode do motoqueiro!

Esses motoqueiros... hausuashuahuahuha

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...